Deixe seu e-mail e receba dicas exclusivas para alcançar sua independência financeira!

CADASTRE SEU EMAIL PARA RECEBER NOVOS ARTIGOS E DICAS SOBRE FINANÇAS PESSOAIS E INVESTIMENTOS!

Seu Gerente do Banco é Seu Consultor?

  • Davi Augusto
  • 2 de setembro de 2014

Ao investir seu dinheiro ou tomar decisões financeiras, você segue somente os conselhos do seu gerente do banco?

Saiba que essa atitude pode estar prejudicando seu desempenho financeiro ou até mesmo atrasando seu processo de independência financeira.

O conflito de interesses


conflito de interesses

Antes de seguirmos todos os conselhos do nosso gerente do banco, lhe dando total confiança a respeito de algumas decisões financeiras importantes, é necessário entender um pouco mais sobre o real trabalho deles.

Primeiramente, é importante compreender que um gerente do banco é, antes de qualquer coisa, um representante da instituição financeira para a qual ele trabalha.

Assim, deve-se compreender que esse profissional trabalha para atender primeiramente os interesses de seu empregador (que é o banco).

Ou seja, esse gerente não irá necessariamente lhe oferecer os produtos financeiros que mais se adequem aos seus objetivos ou necessidades. A fim de garantir o emprego, ele deverá lhe oferecer os produtos que sejam mais vantajosos e gerem maiores retornos para o próprio banco.

Um exemplo disso é que, ao procurar alternativas de investimento junto ao gerente do banco, é normal que ele indique alguns produtos como títulos de capitalização, CDB’s, fundos de investimento com taxas muito altas ou até mesmo a poupança.

Esses investimentos não são necessariamente os melhores para os investidores, mas com certeza geram grandes retornos para os bancos!

Mas calma! Isso não significa que o seu gerente é um irresponsável ou um picareta que quer levar vantagem às suas custas.

Na maioria das vezes, os gerentes cumprem ordens de seus superiores, e devem sempre focar em oferecer os produtos que seus chefes mandam eles venderem mais.

O gerente do banco é também um vendedor


vendas

Outro ponto que devemos levar em consideração é que os gerentes do banco são, em essência, vendedores.

E, como vendedores, são obrigados a bater metas de vendas e recebem comissões em cima das vendas que fizerem.

Ou seja… assim como qualquer outro vendedor, quanto mais eles venderem, maiores serão suas comissões. Consequentemente, estarão tentados a oferecer sempre os produtos que lhe garantam melhores comissões.

Isso não acontece somente no banco. Experimente chegar em uma concessionária de automóveis e perguntar a um dos vendedores qual carro você deveria comprar.

Se o vendedor sentir que você tem dinheiro suficiente, provavelmente irá tentar lhe convencer a comprar o maior carro, o mais luxuoso, de última linha, modelo completo. Ainda tentará lhe convencer a adquirir inúmeros acessórios, como vidro fumê, aros de liga-leve, banco de couro, etc.

No banco também é assim. O gerente é um vendedor e ele está ali para vender produtos e serviços financeiros, ganhando comissão em cima disso.

A culpa não é só do gerente, é também do cliente


culpado

Não pense que, devido a esse conflito de interesses, você não deve mais confiar no seu gerente do banco.

Nada disso!

Os gerentes de banco são, em sua maioria, profissionais sérios e bem capacitados, com bons conhecimentos financeiros.

O que acontece é que os clientes do banco, muitas vezes, não possuem o mínimo do conhecimento necessário para saber qual o produto financeiro ou o tipo de investimento que melhor irá atender a suas necessidades no momento, e esperam que seu gerente do banco lhe diga qual a melhor opção no mercado.

Não é bem assim que funciona.

Ao invés de tentar culpar seu gerente pelo seu mal desempenho financeiro, é importante primeiro compreender que a responsabilidade é toda sua.

Se quer ter acesso a melhores produtos de investimentos e tomar melhores decisões financeiras, se informe. Estude, aprenda quais os melhores produtos de investimento existentes no mercado e em quais momentos eles são mais indicados.

Desse modo, você terá mais base para discutir com seu gerente e tomar as melhores decisões.

Muitas vezes, os gerentes de banco não oferecem os melhores produtos financeiros por acharem que o cliente não tem o conhecimento necessário para compreender os riscos e as oscilações de investimentos mais complicados.

Desse modo, optam por oferecer produtos extremamente conservadores e, consequentemente, pouco rentáveis.

Ao perceber que você tem um bom conhecimento sobre finanças e investimentos, com certeza o seu gerente do banco passará a lhe dar mais atenção e a lhe informar sobre produtos de investimento mais sofisticados, que apresentam melhores retornos.

Não precisa ser um expert em finanças. Basta ter alguns conhecimentos básicos sobre taxas de juros, risco e liquidez e assim você irá conseguir entender melhor quais os tipos de investimento são realmente bons para você.

E você? Segue apenas os conselhos do seu gerente do banco, ou tenta entender mais sobre os produtos financeiros e investimentos para saber qual será o melhor para você?

compartilhe:

Curtiu esse post?

Deixe seu email para receber gratuitamente os novos posts e dicas do blog!

autor: Davi Augusto

Formado em Comércio Exterior e em Administração, atua como educador financeiro e consultor de finanças pessoais e investimentos.

Post Relacionados